COMUNIDADE : O QUE É CÂNCER?

Câncer é o nome genérico para um grupo de mais de 200 doenças que têm em comum o crescimento desordenado (maligno) de células que invadem os tecidos e órgãos, e podem espalhar-se (metástase) para outras regiões do corpo. Embora existam muitos tipos de câncer, todos começam com esse crescimento anormal e fora de controle das células. Outro nome para o câncer é neoplasia. A ciência que estuda o câncer se denomina Oncologia e o profissional que trata a doença é o oncologista.

Você sabia que, na maioria dos casos, a cura do câncer pode estar nas mãos de um bom cirurgião oncológico?
as céculas normais do corpo

Nosso corpo é composto de trilhões de células vivas, que crescem, se dividem e morrem de forma ordenada, num processo chamado divisão celular. Em condições normais, esse processo é ordenado e controlado, sendo responsável pela formação, crescimento e regeneração dos tecidos saudáveis do corpo humano. Durante os primeiros anos de vida, as células normais se dividem mais rapidamente para permitir nosso crescimento. Depois, na fase adulta, a maioria das células se divide apenas para substituir células desgastadas, células que morrem ou para reparar danos.

como o câncer começa?

O câncer se inicia quando as células de algum órgão ou tecido do corpo começam a crescer descontroladamente, de uma forma diferente do normal. O crescimento desordenado e a invasão de outros tecidos e órgãos é o que transforma uma célula normal em cancerosa. Essas células perdem a capacidade de administrar o seu próprio crescimento passando, então, a multiplicarem-se muito rapidamente e sem nenhuma restrição.

como o câncer se espalha?

Na maioria dos casos, as células cancerígenas formam um tumor, que é o acúmulo de células infectadas. As células cancerosas também costumam se espalhar para outras partes do corpo onde começam a crescer e formar novos tumores. Isso acontece quando as células cancerosas entram na corrente sanguínea ou nos vasos linfáticos do corpo. Ao longo do tempo, os tumores acabam substituindo o tecido normal. Esse processo de disseminação do câncer é denominado metástase.

Entretanto, nem todos os tumores são câncer. Os tumores que não são cancerosos são denominados benignos. Eles podem causar problemas, crescendo em demasia e pressionando outros órgãos e tecidos saudáveis, mas não se espalham para outras partes do corpo, causando metástases.

o que causa o câncer?

As causas de câncer são variadas e podem ser externas ou internas ao nosso organismo. Esses dois fatores causais estão relacionados e podem interagir de muitas maneiras, aumentando a probabilidade de células normais transformarem-se em malignas.

As causas externas relacionam-se ao meio ambiente e aos hábitos ou costumes próprios de nosso ambiente social e cultural.

As causas internas são, na maioria das vezes, hereditárias e estão ligadas à capacidade do organismo de se defender das agressões externas.

80% a 90% dos cânceres estão associados a fatores ambientais. E apesar de muitos estudos, muitos outros fatores são completamente desconhecidos.

Conhecemos bem alguns desses fatores: a exposição excessiva ao sol pode causar câncer de pele, o cigarro pode causar câncer de pulmão e alguns vírus podem causar leucemia. Há muitos outros fatores sendo estudados, como alguns componentes dos alimentos que ingerimos e o envelhecimento, que ocasiona mudanças nas células, aumentando a sua vulnerabilidade à transformação maligna. Como as células das pessoas idosas foram expostas por mais tempo aos diferentes fatores de risco para câncer, isso pode explicar a maior incidência de câncer nas pessoas mais velhas. Apesar de muito estudo e pesquisas, vários outros fatores ainda são completamente desconhecidos.

Os fatores de risco ambientais de câncer são denominados cancerígenos ou carcinógenos. Esses fatores atuam alterando a estrutura genética (DNA) das células. O DNA é um composto orgânico cujas moléculas contêm as instruções genéticas de todas as células de cada um de nós.

São raros os casos de cânceres que se devem exclusivamente a fatores hereditários, familiares e étnicos, apesar de o fator genético ter um importante papel na formação de tumores. Alguns tipos de câncer de mama, estômago e intestino parecem ter um forte componente familiar, embora não se possa afastar a hipótese de que os membros da família tenham sido expostos a um fator de risco ambiental comum, assim como determinados grupos étnicos parecem estar protegidos de certos tipos de câncer.

Além disso, o surgimento do câncer depende da intensidade e duração da exposição das células a agentes que podem causar câncer. Por exemplo, o risco de uma pessoa desenvolver câncer de pulmão é diretamente proporcional ao número de cigarros que fuma por dia e ao número de anos que ela vem fumando.

o câncer hoje

Metade do total de homens e um terço do total de mulheres irão desenvolver câncer em algum momento de suas vidas.

No mundo todo, hoje, há milhões de pessoas que já tiveram câncer ou estão vivendo com câncer. Podemos reduzir o risco de desenvolver vários tipos de câncer com mudanças no estilo de vida: não fumar, limitar o tempo de exposição ao sol, praticar exercícios físicos regularmente e manter uma alimentação saudável são alguns exemplos de um novo comportamento.

Também existem exames de rastreamento, que podem ser realizados para alguns tipos de câncer. Esses exames favorecem o diagnóstico precoce da doença, com melhores chances de cura do que quando é detectada em estágios mais avançados.

Atualmente o câncer não é mais uma sentença de morte, muitos pacientes são tratados com sucesso, principalmente quando a doença é diagnosticada precocemente e tratada por um especialista. Porém, os cânceres que não são tratados podem causar doenças graves e morte.